A Importância da Equipe Multidisciplinar na Fibrose Cística

A fibrose cística é uma doença multisistêmica, ou seja que acomete vários órgãos. Trata-se de uma doença de tratamento complicado, o que torna impossível que um único profissional, seja ele médico ou não, possa abarcar todo o conhecimento necessário para atender com eficiência o paciente com fibrose cística.

 

Portanto, todas as vezes que se fala no atendimento adequado em fibrose cística entenda-se atendimento multidisciplinar. O impacto positivo do tratamento por uma equipe de profissionais com conhecimento e experiência em lidar com a doença esta comprovado há pelo menos 40 anos.

 

Muitos pais e pacientes reclamam que o atendimento feito por toda a equipe de fibrose cística é muito demorado e cansativo. Talvez estes pacientes não tenham recebido todas as informações necessárias para compreender a importância deste tipo de atendimento. Cabe, então, a nós, profissionais que lidam com fibrose cística esclarecê-los.

 

As recomendações quanto ao atendimento dos pacientes com fibrose cística estão descritas em consensos científicos internacionais e são endossados pelas associações de pais e pacientes com fibrose cística. Em um dos centros de tratamento na doença mais respeitados do mundo que é o Centro de Fibrose Cística do Hospital Rigshospitalet, na Dinamarca, eu pude comprovar que tudo o que é recomendado pela literatura médica é e deve ser implementado.

 

Em Copenhagen, o paciente é avaliado primeiramente pelo fisioterapeuta, que orienta a realização de técnicas de fisioterapia respiratória e colhe o escarro ou aspirado traqueal para a realização de cultura. A seguir o paciente realiza uma espirometria e depois é atendido pelo médico. Finalmente, o paciente passa pela consulta com a enfermeira, e se necessário consulta-se também com o

nutricionista, psicólogo e assistente social.

 

No nosso serviço, no Hospital João Paulo II, o paciente passa pela avaliação de todos os profissionais: Pneumologista, gastroenterologista, fisioterapeuta, nutricionista, enfermeiro, assistente social e psicólogo. Todos os casos são discutidos previamente ao atendimento, visando programar o tratamento de cada paciente.

 

Dr. Alberto Andrade Vergara

Pneumologista

Coordenador do Serviço de Fibrose Cística do Hospital Infantil João Paulo II.

Membro do Conselho Científico da AMAM

Contribua com a Amam

A AMAM é uma organização não governamental que tem ajudado a milhares de pessoas a terem uma melhor qualidade de vida. Precisamos de sua ajuda para continuar este trabalho! Faça sua contribuição

AMAM - Associação Mineira de Assistência a Mucoviscidose - Fibrose Cística

Rua dos Otoni, 705. Sala 604 - CEP: 30150-270
Belo Horizonte - MG
Via Net Soluções em internet